TRANSLATE

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Moscou celebrou 50º aniversário de voo espacial das cadelas Belka e Strelka no dia 19/08/2010

Cadelas Belka e Strelka

A Rússia lembrou no dia 19 agosto de 2010 passado, o 50º aniversário do lançamento do foguete Sputnik-5, cuja tripulação era formada pelas cadelas Belka e Strelka, os primeiros seres vivos a viajar ao espaço e retornarem vivos à Terra.
As cadelas foram lançadas ao espaço em 19 de agosto de 1960 e, após darem 17 voltas ao redor da Terra, retornaram no dia seguinte.
Desde então, Belka e Strelka, que viajaram acompanhadas de 42 ratos, transformaram-se em celebridades na União Soviética e no resto do mundo.
A expedição serviu para provar o sucesso de viagens espaciais tripuladas. Menos de um ano depois, o cosmonauta Yuri Gagarin se tornaria o primeiro homem no espaço, em 12 de abril de 1961.
Três anos antes, a cadela Laika foi o primeiro ser vivo a viajar ao espaço, em 3 de novembro de 1957, mas ela não sobreviveu e morreu horas depois a bordo do Sputnik-2.
  

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O filhote de Labrador


O Labrador esbanja energia e está sempre disposto à brincadeiras, especialmente as que evocam seu instinto caçador. É capaz de passar horas correndo alucinadamente atrás de uma bolinha atirada pelo dono e devolvendo com a mesma eficiência que teria caso fosse um pato selvagem. É um cão que precisa de muito exercício, em especial porque a raça tem fortes tendências à obesidade.
Deve ser acostumado à guia desde cedo e, se possível, passar por treinamento de obediência. É um cão que late pouco e na maioria das vezes não estranha nem mesmo pessoas diferentes, sendo por isso pouco recomendável como cão de guarda.
Imagem do site Black Lab - Canil Summer StormAssim como é afável com as pessoas, o Labrador convive muito bem com outros cães e animais domésticos, sendo recomendável mesmo que seja socializado para poder aumentar a carga de exercícios. Muitos Labradores são hábeis competidores de Agility, sendo também grandes campeões em provas de obediência em todo mundo.
Até um função de sua popularidade crescente, muitos problemas começam a aparecer, a maioria deles relacionados a cruzamentos geneticamente não-recomendados.
Um dos problemas que se nota com mais intensidade está relacionado ao excesso de agitação dos cães. Cães que latem demais, quebram tudo o que encontram e chegam até mesmo a atacar pessoas.

CORES DOS LABRADORES
Ainda não foi encontrado, cientificamente, nada que ligue a cor do cão a possíveis desvios de comportamento, mas de qualquer forma, a maioria dos problemas ocorre com cães amarelos e chocolates (ambos recessivos, sendo o chocolate mais recessivo do que o amarelo). Infelizmente, como cães amarelos vendem mais e os de cor chocolate são bem mais raros e caros, muita gente passou a cruzá-los entre si sem se preocupar com o temperamento - o que causou o nascimento de Labradores problemáticos. Portanto, o ideal ao se pensar em adquirir um Labrador é conhecer suas origens e a seriedade do criador.
Imagem extraída do site Rucon Kennel Red
Segundo as recomendações da criação, não é recomendável o acasalamento de um exemplar chocolate com um amarelo e nem mesmo dois chocolates por mais de três gerações sucessivas, ou dois amarelos por mais de quatro, sem introduzir um exemplar preto. Cientificamente, essas recomendações são decorrentes de possíveis problemas com a despigmentação das mucosas e olhos.

PROBLEMAS COMUNS À RAÇA LABRADOR RETRIEVER  
Um dos maiores problemas genéticos da raça - e que pode ser evitado pela seriedade dos criadores - é a displasia coxo-femural. Caso vá adquirir um filhote, certifique-se de que os pais tenham sido examinados e que tenham sido aprovados pelas radiografias.
Além da displasia, a osteocondrose (mal que compromete a cartilagem e o osso prejudicando a articulação) também pode aparecer e causar a chamada displasia de ombro (a mais comum) e as de cotovelo, joelho e calcanhar. O problema ainda é pouco conhecido no Brasil. Há duas doenças genéticas que atacam a visão, causando perda progressiva até chegar à cegueira: a Catarata, que ocorre quando o cristalino - parte interna transparente do olho - torna-se opaco; e a Atrofia ou Displasia da Retina, uma degeneração das células da retina.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Primeiros socorros em cães

Vômitos intensos, perda de apetite, falta de movimentação de membros ou dor são alguns sintomas de problemas mais graves.


 Quem tem um cachorro dentro de casa bem sabe como nem sempre é fácil descobrir se o bichinho está doente a ponto de ser levado ao veterinário ou apenas passa por uma indisposição passageira. Para piorar a situação, o animal não pode falar o que sente, tornando o dono ainda mais preocupado.
Nesses casos, o melhor a fazer é entrar em contato por telefone com um veterinário e tentar explicar os sintomas do bichinho.  Os cães estão sujeitos a uma infinidade de riscos e apenas um médico veterinário pode fazer a avaliação adequada.
Os casos mais comuns são brigas, quedas, atropelamento, envenenamento, ingestão de corpos estranhos, diarreias agudas, concussões, sintomas neurológicos e falta de ar. Existem sintomas comuns em diferentes ocorrências. Vômitos intensos, anorexia por mais de um dia, falta de movimentação com sinal de dor, principalmente, dificuldade de mover os membros traseiros, urina toda hora em pequenas quantidades, tentar urinar ou defecar e não conseguir, convulsionar, apresentar falta de equilíbrio ou falta de ar e desmaiar. Em qualquer um desses casos é preciso procurar atendimento veterinário.


Os casos de emergência mais comuns são quedas, atropelamentos, diarreias e ingestão de corpos estranhos.

Gastrointestinais

Ingestão de corpos estranhos, de substâncias tóxicas e intoxicação alimentar são os casos mais comuns. Os venenos de rato ou adubos (mamona) colocados em vasos são os principais problemas. Seja porque os filhotes estão usando a boca para descobrir aquilo que está a sua volta, ou porque comem alimentos que não são específicos para eles.
Na maioria das vezes o animal começa vomitar e apresentar diarreia, às vezes com, outras sem a presença de sangue, convulsões e tremedeira também podem ser sintomas de envenenamento. Tente descobrir o que o animal ingeriu e a dose, entre em contato com o veterinário e explique a situação. Não induza ao vômito, isso pode piorar ainda mais a situação.

Traumáticas

Brigas, atropelamento e quedas estão no topo das ocorrências desse tipo. Em qualquer uma dessas situações é preciso ter cuidado ao manipular o animal, pois ele está sentindo dor e pode acabar reagindo de forma agressiva, com rosnados e até mesmo mordida. O uso de focinheiras é indicado se houver disponibilidade.
Outro procedimento necessário é verificar se há algum sangramento para tentar reduzi-lo. É preciso ter cuidado para não causar ainda mais ferimentos ao animal, não tente deslocar ou puxar membros que estejam aparentemente fraturados”. Transporte imediatamente o animal para o veterinário cuidando para que durante o trajeto os ferimentos não se agravem.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Cães também sofrem de estresse

Este problema psicológico em cães é mais comum do que os donos imaginam! Não somos apenas nós que sentimos estresse. O cachorro, quando têm uma relação de dependência muito intensa com o seu tutor, também está propício a desenvolver problemas psicológicos que ocorrem por vários fatores na vida do mesmo. 


 Podemos citar alguns exemplos que levam o cão a desenvolver estresse:
. quando as pessoas próximas dele ficam ausentes por dias;
.  não receber carinho o suficiente do tutor;
. falta ou excesso de exercícios;
. sua vida se transformar em rotina;
. ambiente agitado;
. participação em exposições e competições.

 

As principais atitudes que o cão poderá apresentar quando o mesmo está estressado são: lamber as próprias patas, cavar, uivar, latir excessivamente, chorar e, em muitas às vezes, urinar e defecar em locais inapropriados, onde ele não estava acostumado a fazer.
Segundo especialistas, para combater o problema, o tutor precisa primeiramente identificar a fonte do mesmo e, posteriormente, mudar a rotina do amigo de 4 patas. Procurar um profissional em comportamento canino também é aconselhável.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Cadastro de cães de estimação na cidade de Curitiba

Serviço controla população de animais e estimula guarda responsável. Veterinários conveniados farão instalação de microchips em pets.


Pelo site da rede, lançado pela prefeitura em abril de 2009, é possível cadastrar o animal, com dados da idade, raça, nome e endereço do dono. O serviço pretende facilitar a denúncia de casos de maus-tratos, controlar a população de animais e estimular a guarda responsável.
Ainda de acordo com a administração municipal, existe um serviço que oferece: uma lista de veterinários conveniados para implantar microchips de identificação nos animais. O equipamento vai facilitar a busca pelo pet, no caso de desaparecimento, e do proprietário, no caso de abandono.
E para quem quer adotar um bicho de estimação, o site dedica um espaço especial para animais abandonados e divulga o endereço de quatro instituições onde podem ser adotados. Há ainda dicas de básicas de alimentação, higiene, atividades físicas e cuidados médicos.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Cães também sofrem de rinite

É na baixa umidade do ar que os problemas respiratórios caninos se agravam, como a rinite, que provoca espirros frequentes, coriza, coceira na garganta e no nariz dos cães afetados. Rinite é o nome dado à inflamação da membrana do nariz, causada por reações alérgicas. Normalmente surge na infância ou na juventude dos cães.

A secreção nasal é um sinal constante. Esta começa serosa e fina, passa a estágios mucosos e finalmente se torna mucopurulenta. Partículas de sangue podem estar presentes. A secreção pode ser acre, neste caso a escoriação da narina será vista, e quando as secreções mucopurulentas forem persistentes, elas impedirão a respiração por causa da obstrução das narinas.
O processo inflamatório da rinite normalmente se inicia por algum fator de irritação, mas a inflamação secundária logo se instala, o que muda o caráter da secreção. Os organismos estafilococos normalmente estão implicados nestes casos.

 
Cuidados a serem tomados
Devem-se tomar alguns cuidados com cães que tenham crises de rinites, como: não ter próximo deste cão tapetes e cortinas. E os brinquedos destes cães alérgicos devem ser laváveis.
Na hora da limpeza, é proibido varrer a casa, deve-se preferir o uso de aspirador e do pano úmido.
Cão com rinite tem que beber bastante líquido e não ficar próximo de fumantes. Ele precisa privilegiar de ambientes arejados e deve tomar sol nos horários em que os raios estejam mais fracos.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Os piores cães do mundo (do cinema é claro)

Hiperativo, labrador do filme 'Marley e eu' bagunçava a casa toda.

Foto: Divulgação

Animado e hiperativo, Marley bagunça a casa toda em ''Marley e eu'' (Foto: Divulgação)

Em ''Marley e eu'', o labrador que dá nome ao filme é tão fofo quanto bagunceiro. Seus donos, ao deixá-lo sozinho em casa, encontram tudo de pernas para o ar. Hiperativo, é até difícil conseguir levá-lo para passear, pois Marley gosta mesmo é de correr (e de preferência atrás de outros animais). Tudo isso faz com que seu dono (interpretado por Owen Wilson) diga que ele é o pior cão do mundo.
 Esqueça Lassie, sua pose aristocrática e os longos pêlos sedosos. Deixe para trás os cãezinhos fofos, mansos e sem personalidade. A exemplo de Marley, que apesar de atrapalhado, bagunceiro e destruidor foi o melhor companheiro que seu dono poderia querer, o G1 fez uma lista com os dez piores cães do mundo (do cinema). Veja abaixo e dê sua opinião. 


  Foto: Reprodução Foto: Reprodução


Puffy – “Quem vai ficar com Mary?” (1998)
Na comédia dos irmãos Farrely, o pequeno e descabelado Puffy foi o responsável por seqüências clássicas, como a respiração boca-a-boca de Matt Dilon no cachorro e a briga entre o cão e Ben Stiller (incluída até nos extras do DVD e premiada no MTV Movie Awards de 1999) –que inclusive teve fim trágico para o animalzinho, que despencou janela abaixo e teve de ser completamente engessado.
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Verdell - “Melhor é impossível” (1997)
A parceria de Jack Nicholson com o espirituoso cão da raça griffon de Bruxelas marcou a história do cinema. Rude e anti-social, o personagem de Nicholson faz questão de não se relacionar com ninguém, especialmente com animaizinhos de estimação, mas acaba tendo que cuidar do genioso cachorro de seu vizinho.
  Foto: Divulgação Foto: Divulgação


Frank – “Homens de preto” (1997 e 2002)
O pug ganhou destaque na continuação do filme, entrando em ação com o agente vivido por Will Smith, tentando resgatar o personagem de Tommy Lee Jones e tentando traze-lo de volta à Terra. Frank ficou imortalizado com sua versão de "I will survive", cantada na janela do carro guiado por Smith.
  Foto: Reprodução Foto: Reprodução


Einstein – “De volta para o futuro” (1985)
O cão batizado com o nome do famoso cientista foi o primeiro ser vivo a viajar no tempo, pelo menos de acordo com o filme protagonizado por Michael J. Fox. Na história, Doc Brown (Christopher Lloyd) constrói uma máquina do tempo e envia Einstein, como teste, um minuto para o futuro.
  Foto: Divulgação Foto: Divulgação


Milo – “Maskara” (1994)
Fiel companheiro do personagem de Jim Carrey, acaba ele próprio a usando a tal máscara de Loki, que deu a seu dono superpoderes. Milo, interpretado por um jack russel terrier, roubou a cena na comédia e conquistou os fãs do Maskara.
Foto: Reprodução Foto: Reprodução


Vagabundo – “A Dama e o Vagabundo” (1955)
Gentil, heróico e romântico, Vagabundo é um dos cães mais espertos da história do cinema. Ele sabe se virar nas ruas, quando a situação se complica, e não encontra dificuldades para conquistar o coração da meiga Dama, com quem divide uma macarronada, na clássica cena da foto ao lado.
Foto: Divulgação Foto: Divulgação


Scooby-doo – “Scooby-doo” (2002)
O desenho animado era mais bacana, mas o filme com Freddie Prinze Jr., Sarah Michelle Gellar e Matthew Lillard manteve o espírito aventureiro do cão mais medroso e guloso do cinema.
Foto: Divulgação Foto: Divulgação


Bruiser – “Legalmente loira” (2001 e 2003)
O companheiro fashion de Reese Whiterspoon ganha mais espaço na segunda parte da história, na qual freqüenta o Congresso americano, empresta seu nome a uma lei (contra o teste de cosméticos em animais) e ainda mostra vanguardismo ao se assumir gay e encontrar um cão namorado.
Foto: Reprodução Foto: Reprodução


Fofo – “Harry Potter e a pedra filosofal” (2001)
O cão gigante de três cabeças de Hagrid guardava a câmara onde a Pedra Filosofal estava escondida e quase matou Harry e seus amigos de susto. Mas ele tinha um ponto fraco: não resistia e caia no sono toda vez que ouvia música. Ainda bem!
Foto: Divulgação Foto: Divulgação


 Soquinho – "Rocky Balboa" (2006)
Adotado pelo personagem de Sylvester Stallone, Soquinho era chamado de feio por todos, mas o lutador sempre achou que na verdade ele era fofo. O cãozinho acompanhou seu novo dono em sua volta por cima no mundo do boxe, inclusive participando ativamente das corridas diárias, mesmo quando estava nevando (e ele ganhou seu próprio moletom, combinando com o do dono!).

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Nutrição e Treino de cães

Cálcio e vitamina D

Hoje em dia há um crescente aumento de suplementos vitamínicos em lojas especializadas para cães, especialmente contendo cálcio e vitamina D. O cálcio é muito importante, pois além de conferir rigidez aos ossos ele é necessário para a contração dos músculos, coagulação do sangue, excitação nervosa entre outros, mas sua falta, como sua super-suplementação, pode ser muito prejudicial. Já a vitamina D aumenta a absorção de cálcio no intestino e participa da formação do tecido ósseo.
O que provoca o excesso e a falta de cálcio?
Excesso de cálcio: Todas as rações fabricadas já têm o nível necessário para o crescimento e manutenção animal sendo desnecessária sua suplementação. A suplementação de cálcio pode interferir no processo de crescimento e modelamento da forma dos ossos, associada à obesidade pode trazer muitas doenças como: alterações esqueléticas e articulares, retardo do crescimento agravar uma displasia coxofemoral entre outras.
Falta de cálcio: A falta de cálcio na dieta poderá causar enfraquecimento dos ossos, entortamento das pernas, além cão ficar mais propenso a fraturas.
O que provoca o excesso e a falta de vitamina D?
Excesso de vitamina D: Aumenta a absorção de cálcio, provocando seu deposito em locais inadequados como: artérias, coração e músculos.
O mais adequado para você que quer seu cão adulto ou filhote crescendo saudável e com um bom nível de nutrientes, é dar uma boa ração de uma marca de confiança conforme o peso e idade do filhote, essa ração já irá apresentar um bom nível de nutrientes com uma ampla margem de segurança para diversos nutrientes como cálcio e a vitamina D. As diferenças entre as principais rações no mercado são a matéria prima, os ingredientes usados e os níveis energéticos e protéicos.
Quando fazer uso de suplementação de cálcio?
Só pense em fazer uso de suplementação de cálcio caso seu cão se alimente de ração caseira, no mercado temos uma variedade de suplementos à base de cálcio.
Suplementação durante a gestação
A suplementação na gestação principalmente de cálcio e vitamina D pode acarretar problemas como calcificações metastáticas e deformidades fetais. Existem inúmeros estudos mostrando que a super-suplementação como a falta de cálcio no pré parto pode provocar diversos distúrbios entre eles a eclampsia.
Na gestação ocorre uma maior necessidade de calorias e nutrientes como cálcio e vitamina D, que serão supridos naturalmente pelo maior apetite da fêmea durante a gestação e a lactação.
Guilherme Villaboim de Carvalho é nutricionista especialista em condicionamento físico canino, criador de cães proprietário do canil HardGameness.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Animais domésticos e domesticados podem perder a proteção prevista na lei federal 9.605


Cães, gatos, coelhos, cavalos, pássaros, bois, galinhas, cabras, porcos, ovelhas e tantos outros animais podem perder a proteção prevista na lei federal 9.605 (Lei de Crimes Ambientais).  Se a realidade deles é triste, muitas vezes trágica, pode ficar pior. Um projeto de lei que está para ser votado, nos próximos dias, na Câmara dos Deputados retira esses animais do abrigo da Lei.
Assim que a lei 9.605 foi aprovada, em fevereiro de 1998, o ex-deputado Thomás Nonô, atualmente filiado ao DEM de Alagoas, protocolou o projeto de lei 4.548/98, com o objetivo de retirar da Lei de Crimes Ambientais a proteção dos animais domésticos e domesticados. Sob o absurdo argumento de preservação da cultura, da tradição, já que os animais são usados em rodeios, vaquejadas, rinhas e em outras crueldades.
O artigo 32, que o PL do ex-deputado quer retirar, diz que é crime “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.
Se com a proteção da lei os animais já são vítimas de explorações, maldades, sem ela não teremos forma legal de penalizar as crueldades cometidas contra eles.
Na terça-feira (03) o deputado federal Antonio Carlos Pannunzio (PSDB/SP), com base eleitoral em Sorocaba, requereu, com prioridade, a inclusão do PL 4.548/98 do ex-deputado Thomás Nonô para entrar na Ordem do Dia. Isto significa que o PL pode ser votado a qualquer momento na Câmara dos Deputados, e pior, os animais domésticos e domesticados podem perder a proteção.
A aprovação deste projeto de lei é um gravíssimo retrocesso. Enquanto o mundo todo avança no sentido de proteger os animais, aqui no Brasil políticos sem qualquer consciência querem tirar o pouco de direito que eles têm.
“É necessário que os ativistas e todas as pessoas que amam animais se mobilizem. Não podemos aceitar que crueldades cometidas em atividades como vaquejadas, rinhas e tantas outras formas de tortura não sejam mais tipificadas como crime. É fundamental que promovamos uma ampla mobilização para que as deputadas e deputados ouçam as vozes da sociedade”, conclamou o ex-vereador e ativista pelos Direitos Animais, Gabriel Bittencourt.


Assine aqui a petição contra essa medida absurda e escreva para os deputados federais abaixo listados. Caso tenha dificuldade para enviar para todos os endereços de uma única vez, separe em blocos de 50 endereços.
 
dep.abelardocamarinha@camara.gov.br
dep.abelardolupion@camara.gov.br
dep.ademircamilo@camara.gov.br
dep.aeltonfreitas@camara.gov.br
dep.affonsocamargo@camara.gov.br
dep.afonsohamm@camara.gov.br
dep.albanofranco@camara.gov.br
dep.albertofraga@camara.gov.br
dep.alceniguerra@camara.gov.br
dep.aldorebelo@camara.gov.br
dep.alexcanziani@camara.gov.br
dep.alexandrecardoso@camara.gov.br
dep.alexandresantos@camara.gov.br
dep.alexandresilveira@camara.gov.br
dep.alfredokaefer@camara.gov.br
dep.aliceportugal@camara.gov.br
dep.alinecorrea@camara.gov.br
dep.anaarraes@camara.gov.br
dep.andredepaula@camara.gov.br
dep.andrevargas@camara.gov.br
dep.andreiazito@camara.gov.br
dep.angelaamin@camara.gov.br
dep.angelaportela@camara.gov.br
dep.angelovanhoni@camara.gov.br
dep.anibalgomes@camara.gov.br
dep.anselmodejesus@camara.gov.br
dep.antonioandrade@camara.gov.br
dep.antoniobulhoes@camara.gov.br
dep.antoniocarlosbiffi@camara.gov.br
dep.antoniocarloschamariz@camara.gov.br
dep.antoniocarlosmagalhaesneto@camara.gov.br
dep.antoniocarlosmendesthame@camara.gov.br
dep.antoniocarlospannunzio@camara.gov.br
dep.antoniocruz@camara.gov.br
dep.antoniojosemedeiros@camara.gov.br
dep.antoniopalocci@camara.gov.br
dep.antonioroberto@camara.gov.br
dep.aracelydepaula@camara.gov.br
dep.ariostoholanda@camara.gov.br
dep.arlindochinaglia@camara.gov.br
dep.armandoabilio@camara.gov.br
dep.armandomonteiro@camara.gov.br
dep.arnaldofariadesa@camara.gov.br
dep.arnaldojardim@camara.gov.br
dep.arnaldomadeira@camara.gov.br
dep.arnaldovianna@camara.gov.br
dep.arnonbezerra@camara.gov.br
dep.aroldedeoliveira@camara.gov.br
dep.asdrubalbentes@camara.gov.br
dep.assisdocouto@camara.gov.br
dep.atilalins@camara.gov.br
dep.atilalira@camara.gov.br
dep.augustocarvalho@camara.gov.br
dep.augustofarias@camara.gov.br
dep.belmesquita@camara.gov.br
dep.beneditodelira@camara.gov.br
dep.bernardoariston@camara.gov.br
dep.betinhorosado@camara.gov.br
dep.betoalbuquerque@camara.gov.br
dep.betofaro@camara.gov.br
dep.betomansur@camara.gov.br
dep.bilacpinto@camara.gov.br
dep.bispogetenuta@camara.gov.br
dep.bonifaciodeandrada@camara.gov.br
dep.brizolaneto@camara.gov.br
dep.brunoaraujo@camara.gov.br
dep.brunorodrigues@camara.gov.br
dep.camilocola@camara.gov.br
dep.candidovaccarezza@camara.gov.br
dep.capitaoassumcao@camara.gov.br
dep.carlosabicalil@camara.gov.br
dep.carlosalbertocanuto@camara.gov.br
dep.carlosalbertolereia@camara.gov.br
dep.carlosbezerra@camara.gov.br
dep.carlosbrandao@camara.gov.br
dep.carloseduardocadoca@camara.gov.br
dep.carlosmelles@camara.gov.br
dep.carlossampaio@camara.gov.br
dep.carlossantana@camara.gov.br
dep.carloswillian@camara.gov.br
dep.carloszarattini@camara.gov.br
dep.cassiotaniguchi@camara.gov.br
dep.celsomaldaner@camara.gov.br
dep.celsorussomanno@camara.gov.br
dep.cezarsilvestri@camara.gov.br
dep.charleslucena@camara.gov.br
dep.chicoalencar@camara.gov.br
dep.chicodaprincesa@camara.gov.br
dep.chicodaltro@camara.gov.br
dep.chicodangelo@camara.gov.br
dep.chicolopes@camara.gov.br
dep.cidadiogo@camara.gov.br
dep.cirogomes@camara.gov.br
dep.cironogueira@camara.gov.br
dep.ciropedrosa@camara.gov.br
dep.claudiocajado@camara.gov.br
dep.claudiodiaz@camara.gov.br
dep.cleberverde@camara.gov.br
dep.clovisfecury@camara.gov.br
dep.colbertmartins@camara.gov.br
dep.dagoberto@camara.gov.br
dep.dalvafigueiredo@camara.gov.br
dep.damiaofeliciano@camara.gov.br
dep.danielalmeida@camara.gov.br
dep.darcisioperondi@camara.gov.br
dep.davialcolumbre@camara.gov.br
dep.davialvessilvajunior@camara.gov.br
dep.deciolima@camara.gov.br
dep.deley@camara.gov.br
dep.devanirribeiro@camara.gov.br
dep.dilceusperafico@camara.gov.br
dep.dimasramalho@camara.gov.br
dep.domingosdutra@camara.gov.br
dep.dr.adilsonsoares@camara.gov.br
dep.dr.nechar@camara.gov.br
dep.dr.paulocesar@camara.gov.br
dep.dr.rosinha@camara.gov.br
dep.dr.talmir@camara.gov.br
dep.dr.ubiali@camara.gov.br
dep.duartenogueira@camara.gov.br
dep.edgarmoury@camara.gov.br
dep.edinhobez@camara.gov.br
dep.ediolopes@camara.gov.br
dep.edmarmoreira@camara.gov.br
dep.edmilsonvalentim@camara.gov.br
dep.edsonaparecido@camara.gov.br
dep.edsonduarte@camara.gov.br
dep.edsonezequiel@camara.gov.br
dep.edsonsantos@camara.gov.br
dep.eduardoamorim@camara.gov.br
dep.eduardobarbosa@camara.gov.br
dep.eduardocunha@camara.gov.br
dep.eduardodafonte@camara.gov.br
dep.eduardogomes@camara.gov.br
dep.eduardosciarra@camara.gov.br
dep.efraimfilho@camara.gov.br
dep.elcionebarbalho@camara.gov.br
dep.elienelima@camara.gov.br
dep.eliseupadilha@camara.gov.br
dep.elismarprado@camara.gov.br
dep.emanuelfernandes@camara.gov.br
dep.emiliafernandes@camara.gov.br
dep.eniobacci@camara.gov.br
dep.ernandesamorim@camara.gov.br
dep.eudesxavier@camara.gov.br
dep.eugeniorabelo@camara.gov.br
dep.euniciooliveira@camara.gov.br
dep.evandromilhomen@camara.gov.br
dep.fabiofaria@camara.gov.br
dep.fabioramalho@camara.gov.br
dep.fabiosouto@camara.gov.br
dep.fatimabezerra@camara.gov.br
dep.fatimapelaes@camara.gov.br
dep.felipebornier@camara.gov.br
dep.felipemaia@camara.gov.br
dep.felixmendonca@camara.gov.br
dep.fernandochiarelli@camara.gov.br
dep.fernandochucre@camara.gov.br
dep.fernandocoelhofilho@camara.gov.br
dep.fernandocoruja@camara.gov.br
dep.fernandodefabinho@camara.gov.br
dep.fernandoferro@camara.gov.br
dep.fernandogabeira@camara.gov.br
dep.fernandolopes@camara.gov.br
dep.fernandomarroni@camara.gov.br
dep.fernandomelo@camara.gov.br
dep.fernandonascimento@camara.gov.br
dep.filipepereira@camara.gov.br
dep.flavianomelo@camara.gov.br
dep.flaviobezerra@camara.gov.br
dep.flaviodino@camara.gov.br
dep.franciscopraciano@camara.gov.br
dep.franciscorodrigues@camara.gov.br
dep.franciscorossi@camara.gov.br
dep.franciscotenorio@camara.gov.br
dep.freirejunior@camara.gov.br
dep.gastaovieira@camara.gov.br
dep.geddelvieiralima@camara.gov.br
dep.georgehilton@camara.gov.br
dep.geraldopudim@camara.gov.br
dep.geraldoresende@camara.gov.br
dep.geraldosimoes@camara.gov.br
dep.geraldothadeu@camara.gov.br
dep.germanobonow@camara.gov.br
dep.gersonperes@camara.gov.br
dep.gervasiosilva@camara.gov.br
dep.giacobo@camara.gov.br
dep.gilmarmachado@camara.gov.br
dep.giovanniqueiroz@camara.gov.br
dep.givaldocarimbao@camara.gov.br
dep.gladsoncameli@camara.gov.br
dep.gonzagapatriota@camara.gov.br
dep.goretepereira@camara.gov.br
dep.guilhermecampos@camara.gov.br
dep.gustavofruet@camara.gov.br
dep.henriqueafonso@camara.gov.br
dep.henriqueeduardoalves@camara.gov.br
dep.henriquefontana@camara.gov.br
dep.hermesparcianello@camara.gov.br
dep.homeropereira@camara.gov.br
dep.hugoleal@camara.gov.br
dep.humbertosouto@camara.gov.br
dep.ibsenpinheiro@camara.gov.br
dep.ilderleicordeiro@camara.gov.br
dep.indiodacosta@camara.gov.br
dep.inocenciooliveira@camara.gov.br
dep.iranbarbosa@camara.gov.br
dep.irinylopes@camara.gov.br
dep.irisdearaujo@camara.gov.br
dep.ivanvalente@camara.gov.br
dep.jacksonbarreto@camara.gov.br
dep.jaderbarbalho@camara.gov.br
dep.jaimemartins@camara.gov.br
dep.jairbolsonaro@camara.gov.br
dep.jairoataide@camara.gov.br
dep.janetecapiberibe@camara.gov.br
dep.janeterochapieta@camara.gov.br
dep.jeffersoncampos@camara.gov.br
dep.jilmartatto@camara.gov.br
dep.jomoraes@camara.gov.br
dep.joaoalmeida@camara.gov.br
dep.joaobittar@camara.gov.br
dep.joaocampos@camara.gov.br
dep.joaocarlosbacelar@camara.gov.br
dep.joaodado@camara.gov.br
dep.joaoleao@camara.gov.br
dep.joaomagalhaes@camara.gov.br
dep.joaomaia@camara.gov.br
dep.joaomatos@camara.gov.br
dep.joaopaulocunha@camara.gov.br
dep.joaopizzolatti@camara.gov.br
dep.joaquimbeltrao@camara.gov.br
dep.jofranfrejat@camara.gov.br
dep.jorgebittar@camara.gov.br
dep.jorgeboeira@camara.gov.br
dep.jorgekhoury@camara.gov.br
dep.jorgetadeumudalen@camara.gov.br
dep.jorginhomaluly@camara.gov.br
dep.joseairtoncirilo@camara.gov.br
dep.joseanibal@camara.gov.br
dep.josecarlosaleluia@camara.gov.br
dep.josecarlosaraujo@camara.gov.br
dep.josecarlosmachado@camara.gov.br
dep.josechaves@camara.gov.br
dep.joseeduardocardozo@camara.gov.br
dep.josefernandoaparecidodeoliveira@camara.gov.br
dep.josegenoino@camara.gov.br
dep.joseguimaraes@camara.gov.br
dep.joselinhares@camara.gov.br
dep.josemaiafilho@camara.gov.br
dep.josemendoncabezerra@camara.gov.br
dep.josementor@camara.gov.br
dep.joseotaviogermano@camara.gov.br
dep.josepaulotoffano@camara.gov.br
dep.josepimentel@camara.gov.br
dep.joserocha@camara.gov.br
dep.josesantanadevasconcellos@camara.gov.br
dep.jovairarantes@camara.gov.br
dep.juliaoamin@camara.gov.br
dep.juliocesar@camara.gov.br
dep.juliodelgado@camara.gov.br
dep.juliosemeghini@camara.gov.br
dep.juniormarzola@camara.gov.br
dep.jurandiljuarez@camara.gov.br
dep.jurandyloureiro@camara.gov.br
dep.jutahyjunior@camara.gov.br
dep.laelvarella@camara.gov.br
dep.laertebessa@camara.gov.br
dep.laurezmoreira@camara.gov.br
dep.lazarobotelho@camara.gov.br
dep.leandrosampaio@camara.gov.br
dep.leandrovilela@camara.gov.br
dep.lelocoimbra@camara.gov.br
dep.leoalcantara@camara.gov.br
dep.leovivas@camara.gov.br
dep.leonardomonteiro@camara.gov.br
dep.leonardopicciani@camara.gov.br
dep.leonardoquintao@camara.gov.br
dep.leonardovilela@camara.gov.br
dep.lidicedamata@camara.gov.br
dep.lincolnportela@camara.gov.br
dep.lindomargarcon@camara.gov.br
dep.liramaia@camara.gov.br
dep.lobbeneto@camara.gov.br
dep.lucenirapimentel@camara.gov.br
dep.lucianacosta@camara.gov.br
dep.lucianagenro@camara.gov.br
dep.lucianocastro@camara.gov.br
dep.luciovale@camara.gov.br
dep.luiscarlosheinze@camara.gov.br
dep.luizalberto@camara.gov.br
dep.luizbassuma@camara.gov.br
dep.luizbittencourt@camara.gov.br
dep.luizcarlosbusato@camara.gov.br
dep.luizcarloshauly@camara.gov.br
dep.luizcarlossetim@camara.gov.br
dep.luizcarreira@camara.gov.br
dep.luizcouto@camara.gov.br
dep.luizfernandofaria@camara.gov.br
dep.luizpaulovellozolucas@camara.gov.br
dep.luizsergio@camara.gov.br
dep.luizaerundina@camara.gov.br
dep.lupercioramos@camara.gov.br
dep.magela@camara.gov.br
dep.majorfabio@camara.gov.br
dep.manato@camara.gov.br
dep.manoeljunior@camara.gov.br
dep.manoelsalviano@camara.gov.br
dep.manueladavila@camara.gov.br
dep.marcalfilho@camara.gov.br
dep.marceloalmeida@camara.gov.br
dep.marcelocastro@camara.gov.br
dep.marceloguimaraesfilho@camara.gov.br
dep.marceloitagiba@camara.gov.br
dep.marcelomelo@camara.gov.br
dep.marceloortiz@camara.gov.br
dep.marceloserafim@camara.gov.br
dep.marceloteixeira@camara.gov.br
dep.marciofranca@camara.gov.br
dep.marciojunqueira@camara.gov.br
dep.marciomarinho@camara.gov.br
dep.marcioreinaldomoreira@camara.gov.br
dep.marcomaia@camara.gov.br
dep.marcondesgadelha@camara.gov.br
dep.marcosantonio@camara.gov.br
dep.marcoslima@camara.gov.br
dep.marcosmedrado@camara.gov.br
dep.marcosmontes@camara.gov.br
dep.mariadorosario@camara.gov.br
dep.mariahelena@camara.gov.br
dep.marialuciacardoso@camara.gov.br
dep.marinamaggessi@camara.gov.br
dep.marinharaupp@camara.gov.br
dep.mariodeoliveira@camara.gov.br
dep.marioheringer@camara.gov.br
dep.marionegromonte@camara.gov.br
dep.mauricioquintellalessa@camara.gov.br
dep.mauriciorands@camara.gov.br
dep.mauriciotrindade@camara.gov.br
dep.maurobenevides@camara.gov.br
dep.maurolopes@camara.gov.br
dep.mauromariani@camara.gov.br
dep.mauronazif@camara.gov.br
dep.mendesribeirofilho@camara.gov.br
dep.mendoncaprado@camara.gov.br
dep.micheltemer@camara.gov.br
dep.miguelcorrea@camara.gov.br
dep.miguelmartini@camara.gov.br
dep.miltonmonti@camara.gov.br
dep.miltonvieira@camara.gov.br
dep.miroteixeira@camara.gov.br
dep.moacirmicheletto@camara.gov.br
dep.moisesavelino@camara.gov.br
dep.moreiramendes@camara.gov.br
dep.narciorodrigues@camara.gov.br
dep.natandonadon@camara.gov.br
dep.nazarenofonteles@camara.gov.br
dep.neiltonmulim@camara.gov.br
dep.nelsonbornier@camara.gov.br
dep.nelsongoetten@camara.gov.br
dep.nelsonmarquezelli@camara.gov.br
dep.nelsonmeurer@camara.gov.br
dep.nelsonpellegrino@camara.gov.br
dep.nelsonproenca@camara.gov.br
dep.nelsontrad@camara.gov.br
dep.neudocampos@camara.gov.br
dep.nicelobao@camara.gov.br
dep.nilmarruiz@camara.gov.br
dep.nilsonmourao@camara.gov.br
dep.nilsonpinto@camara.gov.br
dep.odaircunha@camara.gov.br
dep.odiliobalbinotti@camara.gov.br
dep.olavocalheiros@camara.gov.br
dep.onyxlorenzoni@camara.gov.br
dep.osmarjunior@camara.gov.br
dep.osmarserraglio@camara.gov.br
dep.osmarterra@camara.gov.br
dep.osvaldoreis@camara.gov.br
dep.otavioleite@camara.gov.br
dep.paesdelira@camara.gov.br
dep.paeslandim@camara.gov.br
dep.pastormanoelferreira@camara.gov.br
dep.pauloabiackel@camara.gov.br
dep.paulobauer@camara.gov.br
dep.paulobornhausen@camara.gov.br
dep.paulodelgado@camara.gov.br
dep.paulohenriquelustosa@camara.gov.br
dep.paulomagalhaes@camara.gov.br
dep.paulomaluf@camara.gov.br
dep.paulopereiradasilva@camara.gov.br
dep.paulopiau@camara.gov.br
dep.paulopimenta@camara.gov.br
dep.paulorobertopereira@camara.gov.br
dep.paulorocha@camara.gov.br
dep.paulorubemsantiago@camara.gov.br
dep.pauloteixeira@camara.gov.br
dep.pedrochaves@camara.gov.br
dep.pedroeugenio@camara.gov.br
dep.pedrofernandes@camara.gov.br
dep.pedronovais@camara.gov.br
dep.pedrovaladares@camara.gov.br
dep.pedrowilson@camara.gov.br
dep.pepevargas@camara.gov.br
dep.perpetuaalmeida@camara.gov.br
dep.pintoitamaraty@camara.gov.br
dep.pompeodemattos@camara.gov.br
dep.professorruypauletti@camara.gov.br
dep.professorsetimo@camara.gov.br
dep.professoraraquelteixeira@camara.gov.br
dep.rafaelguerra@camara.gov.br
dep.raimundogomesdematos@camara.gov.br
dep.ratinhojunior@camara.gov.br
dep.raulhenry@camara.gov.br
dep.rauljungmann@camara.gov.br
dep.rebeccagarcia@camara.gov.br
dep.reginaldolopes@camara.gov.br
dep.regisdeoliveira@camara.gov.br
dep.reinholdstephanes@camara.gov.br
dep.renatoamary@camara.gov.br
dep.renatomolling@camara.gov.br
dep.ribamaralves@camara.gov.br
dep.ricardobarros@camara.gov.br
dep.ricardoberzoini@camara.gov.br
dep.ricardotripoli@camara.gov.br
dep.ricartedefreitas@camara.gov.br
dep.ritacamata@camara.gov.br
dep.robertoalves@camara.gov.br
dep.robertobalestra@camara.gov.br
dep.robertobritto@camara.gov.br
dep.robertomagalhaes@camara.gov.br
dep.robertorocha@camara.gov.br
dep.robertosantiago@camara.gov.br
dep.rodovalho@camara.gov.br
dep.rodrigodecastro@camara.gov.br
dep.rodrigomaia@camara.gov.br
dep.rodrigorochaloures@camara.gov.br
dep.rodrigorollemberg@camara.gov.br
dep.rogeriolisboa@camara.gov.br
dep.rogeriomarinho@camara.gov.br
dep.romulogouveia@camara.gov.br
dep.ronaldocaiado@camara.gov.br
dep.rosedefreitas@camara.gov.br
dep.rubensotoni@camara.gov.br
dep.sabinocastelobranco@camara.gov.br
dep.sandesjunior@camara.gov.br
dep.sandrarosado@camara.gov.br
dep.sandromabel@camara.gov.br
dep.saraivafelipe@camara.gov.br
dep.sarneyfilho@camara.gov.br
dep.sebastiaobalarocha@camara.gov.br
dep.sergiobarradascarneiro@camara.gov.br
dep.sergiobrito@camara.gov.br
dep.sergiomoraes@camara.gov.br
dep.sergiopetecao@camara.gov.br
dep.severianoalves@camara.gov.br
dep.silasbrasileiro@camara.gov.br
dep.silascamara@camara.gov.br
dep.silviocosta@camara.gov.br
dep.silviolopes@camara.gov.br
dep.silviotorres@camara.gov.br
dep.simaosessim@camara.gov.br
dep.solangealmeida@camara.gov.br
dep.solangeamaral@camara.gov.br
dep.suelividigal@camara.gov.br
dep.suely@camara.gov.br
dep.tadeufilippelli@camara.gov.br
dep.takayama@camara.gov.br
dep.tatico@camara.gov.br
dep.thelmadeoliveira@camara.gov.br
dep.themistoclessampaio@camara.gov.br
dep.tonhamagalhaes@camara.gov.br
dep.ulduricopinto@camara.gov.br
dep.urzenirocha@camara.gov.br
dep.vadaogomes@camara.gov.br
dep.valadaresfilho@camara.gov.br
dep.valdemarcostaneto@camara.gov.br
dep.valdircolatto@camara.gov.br
dep.valtenirpereira@camara.gov.br
dep.vanderloubet@camara.gov.br
dep.vanderleimacris@camara.gov.br
dep.vanessagrazziotin@camara.gov.br
dep.veloso@camara.gov.br
dep.vicpiresfranco@camara.gov.br
dep.vicentearruda@camara.gov.br
dep.vicentinho@camara.gov.br
dep.vieiradacunha@camara.gov.br
dep.vignatti@camara.gov.br
dep.vilsoncovatti@camara.gov.br
dep.viniciuscarvalho@camara.gov.br
dep.virgilioguimaraes@camara.gov.br
dep.vitaldoregofilho@camara.gov.br
dep.vitorpenido@camara.gov.br
dep.waldemirmoka@camara.gov.br
dep.waldirmaranhao@camara.gov.br
dep.walterfeldman@camara.gov.br
dep.walterihoshi@camara.gov.br
dep.walterpinheiro@camara.gov.br
dep.wandenkolkgoncalves@camara.gov.br
dep.wellingtonroberto@camara.gov.br
dep.williamwoo@camara.gov.br
dep.wilsonbraga@camara.gov.br
dep.wilsonpicler@camara.gov.br
dep.wilsonsantiago@camara.gov.br
dep.wladimircosta@camara.gov.br
dep.wolneyqueiroz@camara.gov.br
dep.zegeraldo@camara.gov.br
dep.zegerardo@camara.gov.br
dep.zevieira@camara.gov.br
dep.zenaldocoutinho@camara.gov.br
dep.zequinhamarinho@camara.gov.br
dep.zezeuribeiro@camara.gov.br
dep.zonta@camara.gov.br

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Exercícios no inverno: primeiros cuidados antes de sair passear com seu amigo canino


Deixe a preguiça de lado e saia para uma boa caminhada com seu cão. Na época mais fria do ano, muitos de nós abandonamos as academias de ginástica e ficamos um pouco mais na cama. Exercícios ao ar livre não parecem tão tentadores quando bate aquele vento gelado e o dia surge meio cinzento. No entanto, muitos de nós temos um estímulo para vencer a preguiça e sair para uma boa caminhada: nossos cães.
ELES precisam daquele exercício diário, independente da época do ano. 
HIDRATAÇÃO
É importante hidratar o animal antes e durante o tempo de treinamento, em intervalos que vão de acordo com a necessidade de cada um e ao termino do exercício. É preciso saber que durante o exercício, independente da estação do ano, a dosagem de água neste momento deve ser baixa. Ou seja, ofereça uma hidratação leve ao cão durante a prática dos exercícios para que ele não se sinta desconfortável e venha a desencadear algum problema pela ingestão em excesso de água.

ALIMENTAÇÃO
O animal nunca deve praticar exercícios logo após se alimentar. O ideal é dar um intervalo de aproximadamente uma ou duas horas entre a refeição e o treino – assim há tempo suficiente para a digestão completa.

MELHOR HORÁRIO
No inverno os horários para os passeios ficam menos restritivos. O ideal é não levar o animal para passear ou fazer atividade física quando estiver muito frio. Os cães de pelo curto, idosos ou que têm problemas articulares precisam de atenção especial nessa época.

PROTEÇÃO CONTRA O FRIO
O uso de roupas depende do animal, do tipo de atividade que ele vai fazer e também do tipo de vestimenta. O proprietário deve acreditar no bom senso. Roupas de plástico, por exemplo, não são recomendadas. Nos exercícios menos vigorosos não há muita interferência, já nos exercícios mais pesados o animal pode se sentir um pouco incomodado com a roupa.